Centro de Desportos – CDS
  • Feliz Páscoa a Todos!

    Publicado em 18/04/2019 às 17:51
    A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa. Este deve ser um momento de muita paz, amor e celebração em família. Que o doce do chocolate represente…O doce sorriso daqueles que te amam, a doce alegria de ter o pão na sua mesa e a doce esperança de ter um futuro de paz e prosperidade.
    A Direção do Centro de Desportos deseja aos Professores (as), Servidores (as), Alunos (as) e familiares, uma Feliz Páscoa.

  • Eleições de Representantes Junto ao Conselho da Unidade.

    Publicado em 16/04/2019 às 13:49

    A direção do Centro de Desportos torna público os editais de eleições para representantes do Servidores Técnico-administrativos em Educação e Representantes dos Docentes junto ao Conselho da Unidade do CDS. As eleições serão para um mandato de 02 (dois) anos e as demais informações podem ser encontradas nos Editais abaixo.

    Edital para Representantes dos Servidores Técnico-administrativos

    Edital para Representantes dos Docentes


  • Palestra sobre “Desenvolvimento Motor em Crianças”

    Publicado em 11/04/2019 às 11:20

    Dra. Priscila Martins Caçola

    Doutora em Neurociência Motora na Texas A&M University (2011), sob a orientação de Carl Gabbard. Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (2003) e mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (2006). Atualmente é Assistant Professor no Departamento de Kinesiology da University of Texas at Arlington e possui vínculo de pós-graduação com os Departmentos de Kinesiology e Psychology. É diretora do Developmental Motor Cognition Lab e Little Mavs Movement Academy. Tem experiência na área de Comportamento Motor, com ênfase em Desenvolvimento e Aprendizagem Motora, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de representações motoras e planos motores em ao long da vida, transtorno do desenvolvimento da coordenação, oportunidades no ambiente para desenvolvimento motor e fatores de resiliência para problemas motores. É co-autora juntamente com os professores Carl Gabbard (Texas A&M University) e Denise C. C. Santos (UNIMEP) do questionário Affordances in the home environment for motor development- infant scale (AHEMD-IS).

  • INFORMAMOS QUE ESTÁ ESGOTADA A RESERVA DE GINÁSIO (1, 2 e 3) PARA 2019.

    Publicado em 29/03/2019 às 12:36

  • Resultado final dos alunos selecionados para as bolsas esportivas, referente ao Edital 02/CEAFC/CDS/2019.

    Publicado em 15/03/2019 às 13:33

    A Coordenadoria de Esportes e Atividades Físicas à Comunidade divulga o resultado  final dos alunos selecionados para as bolsas esportivas, referente ao Edital 02/CEAFC/CDS/2019.

    Resultado final edital 02


  • Edital de Bolsas de Extensão Esportivas para o ano de 2019.

    Publicado em 27/02/2019 às 13:38

    EDITAL nº 02/2019/CEAFC/CDS/UFSC

    Em consonância com as ResoluçõesNormativasnº 88/CUn/2016 enº 09/CUn/2010, bem como as Normas de Extensão DEF/CDS/2018, a Direção do Centro de Desportos (CDS)da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) juntamente com Coordenadoria de Esportes e Atividades Físicas à Comunidade do CDS, torna público o lançamento do edital de Bolsas de Extensão Esportivaspara  o ano de 2019.

    Edital n.º 02, Bolsas esportivas CDS-2019


  • Saúde a partir de atividades físicas exitosas (SAFE)

    Publicado em 20/02/2019 às 10:12

     

    Saúde a partir de atividades físicas exitosas (SAFE)  é uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina com o apoio do Ministério da Saúde que visa investigar as ações exitosas de atividades físicas realizadas na Atenção Básica.
    Contaremos com a colaboração dos 5.570 municípios brasileiros distribuídos nas regiões Sul, Sudeste, Centro-oeste, Nordeste e Norte, a partir do contato com gestores municipais, estaduais, federais, coordenadores e profissionais envolvidos na Atenção Básica.

    FAÇA PARTE
    Caso seja profissional da rede de saúde do município, faça parte da pesquisa e responda o questionário acessando ao site:
    http://safe.ufsc.br/

     

     


  • ATIVIDADES ESPORTIVAS DE EXTENSÃO À COMUNIDADE 2019.1

    Publicado em 16/01/2019 às 10:38

    As informações sobre as atividades esportivas para a comunidade em 2019/1 estão disponíveis no EDITAL Nº 01/2019/CEAFC/CDS/UFSC e no mural no hall do Prédio Administrativo do Centro de Desportos/UFSC.
    Atenciosamente,
    Coordenadoria de Esportes e Atividades Físicas à Comunidade/CDS/UFSC

    Turmas e informações


  • Atenção ao horário de verão na UFSC: expediente das 7h30 às 13h30 até 15 de fevereiro

    Publicado em 17/12/2018 às 21:16

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) informa que a partir de terça-feira, 11 de dezembro, começa o horário de verão na instituição. Conforme orientação do governo federal, o horário de verão tem por finalidade a economia de energia elétrica no período de menor demanda. Dessa forma, o atendimento à comunidade interna e externa na universidade em todos os setores passa a ser das 7h30 às 13h30.

    Na UFSC, casos excepcionais e justificados podem ter a realização de atividades institucionais fora do horário estabelecido, como quando houver a prestação de serviços essenciais à comunidade.


  • Paraciclistas realizam teste de desempenho no Centro de Desportos

    Publicado em 13/12/2018 às 10:25

    Paratletas visitaram a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na última semana de novembro para a uma bateria de testes de desempenho junto ao Laboratório de Esforço Físico (LAEF) da Universidade, coordenado pelo professor Luiz Guilherme Guglielmo. Essa avaliação só foi possível porque a UFSC possui uma das três esteiras para análise de performance de atletas com cadeiras de rodas em todo território nacional. A esteira pesa 1,5 toneladas e custou R$ 500 mil, adquirida com recursos CT-INFRA da Financiadora de Inovação e Pesquisa (FINEP). A Universidade Federal de Santa Catarina é a única universidade brasileira com um modelo. Os testes aconteceram entre os dias 26 e 29 de novembro, com três atletas de handcycle, da equipe ParaCapiral, de Brasília.

    A avaliação monitora o desempenho dos atletas a partir do acompanhamento dos batimentos cardíacos e respiração. Durante a corrida, que pode chegar a 60km/h, o sangue é coletado para medir o acúmulo de ácido lático no corpo, além de um teste secundário de percepção de esforço. A bateria de testes com paraciclistas acontece pela segunda vez. A primeira edição, em 2017, contou com 11 paratletas de todo o Brasil.  A experiência é acompanhada pelo pesquisador Ricardo Dantas com a colaboração dos professores Tiago TurnesGabriela Fischer e alunos do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF).

    “O teste é uma troca mútua. A UFSC possui o equipamento e a expertise; e a equipe, os atletas, que vêm até aqui”, comenta Guilherme Lopes, treinador da equipe de Brasília. Enquanto os paratletas conseguem uma análise aprofundada do seu desempenho, com sinalizações de pontos fortes e fracos no exercício, os profissionais do Centro de Desportos (CDS) da UFSC conseguem material de pesquisa.

    Dave Raposo Lemos, campeão sul-americano, medalhista de ouro no Parapan, campeão brasileiro na categoria de estrada e medalhista em diversas etapas da Copa Brasil, foi um dos voluntários nos testes. Dave compete na classe H1, para pessoas com lesões mais severas. Além dele, os atletas Jady Malavazzi, sete vezes campeã brasileira e 3º lugar no mundial, e Eduardo Pimenta, atual campeão brasileiro e campeão sulamericano 2018, que alcançou a velocidade de 52km/h na esteira, participaram da avaliação.

    Sobre o esporte

    handcycle, ou paraciclismo, é um esporte derivado do ciclismo, com maior ênfase nas mãos e pode utilizar handbike, triciclos ou bicicletas adaptadas. Apesar de não ter sido criado com essa intenção, o esporte logo foi abraçado pela comunidade com deficiência. O atleta pratica o esporte sentado ou em uma posição reclinada, a depender da sua classe.

    Há cinco classes para o handcycling, de H1 até H5, onde o menor número indica uma limitação mais severa da atividade. Atletas que competem na classe H1 possuem perda completa da função do tronco e das pernas e têm limitações nos movimentos dos braços. Enquanto os competidores H4 não possuem movimentação das pernas, mas boa função do tronco e dos braços.

    Ciclistas da classe H5 sentam de joelhos e podem tanto usar os braços e o tronco para acelerar a handcycle. Nessa classe, os paratletas podem ter amputação de algum membro, paraplegia ou atetoses ou ataxia (de leve a moderada).

    Erick Souza / Estagiário de Jornalismo / Agecom / UFSC

    Fotos: Henrique Almeida / Agecom / UFSC